Por Que Ter Teu Web site Pessoal


Dez Truques Pra Preservar O Treino Em Dia


Como receber dinheiro em part-time, a partir da web? Neste post irei atribuir algumas das pessoas que conheço que, ganham dinheiro na net nos seus tempos livres. Duas delas, mantêm um emprego e blogam como um hobby, gerando um rendimento mensal que acrescenta o ordenado no término do mês. A outra, é uma pessoa que tem um blog gratuito e vive dos serviços que presta às pessoas que a contactam a partir do teu website. A minha primeira fonte vai para a Paula Garcia.


A Paula, começou por ler uns web sites portugueses que declaram que é possível obter dinheiro pela internet, e que não é necessário ter grandes conhecimentos de programação internet ou webdesign pro alcançar. Compreendeu que, para ganhar dinheiro pela net, tudo o que precisa é de formar um web site gratuito e colocar alguns anúncios nele.


Como essa de eu fiz, e outros colegas o fizeram, desenvolveu o seu primeiro web site e aderiu gratuitamente a muitas das plataformas de afiliação, como o Adsense, a Pela e a ZANOX. Na atualidade, continua com o teu emprego diário e bloga nos tempos-livres, ou a todo o momento que poderá. Para além do seu ordenado, consegue acrescentar mais de 150€ mensais de lado a lado dos anúncios que tem no(s) teu(s) blog(s).


  1. 94: Qual era a tua matéria preferida no Ensino Médio

  2. 1 mil pontos = R$10,00 reais

  3. 5 Templates WordPress pelo preço de 1! O Natal chegou mais cedo

  4. Use o LinkedIn pra prospecção de vendas e social selling

  5. Use a republicação pra comprar destaque em grandes websites

  6. “Como fazer monografia”



Acabou de lançar um ebook (que zconselho a leitura a todos os meus leitores) onde conta todo o teu percurso, desde que começou até aos dias de hoje. Pra além do ebook, publicou uma série de filmes, que os poderá visualizar no website da Paula. A Paula acreditou que era possível obter dinheiro na internet em part-time e disputa pra que um dia possa viver a 100% dessa actividade (como esta de aconteceu comigo). Anseio que o seu sonho se concretize e imagino que ela um dia o vai adquirir, dado que tem tudo o que é preciso para que isto aconteça: vontade, dedicação, perícia de aprendizagem e acredita que é possível.


A outra fonte que quero fazer é ao Miguel Patrício e ao seu Poupa e Ganha. Mais tarde veio a anunciar um livro: “Poupar é Ganhar - 225 Dicas de poupança doméstica”. Como essa de a Paula, o Miguel é autodidacta e assimilou sozinho como gerir o teu site (instalar, configurar e adicionar assunto). Primeiramente alojou o website num servidor gratuito, no entanto desta forma que começou a ter aceitação por porção dos leitores, decidiu migrar pra um servidor pago.


Na atualidade, ganha em média 300€/Mês com as receitas da publicidade que tem no web site. De imediato foi entrevistado por inmensuráveis canais televisivos (Tardes da Júlia - TVI, telejornal da RTP1 e no telejornal da TVI24) e por novas revistas/jornais (na Ana e pela Domingo/CM). O teu blog foi neste instante mencionado pela Revista Diagnóstico Informática (Caderno Soluções) e na revista “Guia de Internet”. A última fonte que almejo fazer é à Cabeleireira Mitó.


A Mitó, ao oposto dos exemplos que dei em cima, não tem anúncios publicitários no teu blog, nem ao menos vive das comissões das empresas de afiliação. Vive dos serviços de cabeleireiro que dá aos seus consumidores. A grande maioria desses clientes, vêm do tráfego que recebe no teu website. A Mito, como essa de vários, tinha o sonho de um dia trabalhar por conta própria, e desenvolver um cabeleireiro na sua casa.


Decidiu percorrer uma lacuna no mercado: o Cabeleireiro ao Domicilio. Contactou-me pra lhe fazer um web site onde pudesse publicitar os seus serviços de cabeleireira ao domicílio na zona de Lisboa. Optou por um blog gratuito, já que nessa altura não tinha recursos pra comprar um domínio e hospedagem própria. Dessa forma que coloquei o blog no ar, começou a receber contactos de algumas pessoas interessadas no seu serviço de cabeleireiro ao domicilio e começou por fazê-lo em part time, mantendo o teu emprego num cabeleireiro conhecido.


Com o atravessar do tempo foi recebendo mais e mais contactos, até que chegou ao ponto em que resolveu abandonar o seu emprego e usar-se exclusivamente ao seu projecto. Atualmente, vive dos seus clientes e para os seus freguêses. Pouco tempo atrás, ganhou uma carrinha e transformou-a num salão sobre rodas.


Recebe numerosos contactos todos os dias, de pessoas que vão à internet buscar por alguém que faça esse serviço. Uma vez que o Website da Mito acha-se pela 1ª localização do Google pra essas palavras, recebe a maioria desse tráfego. Durante o tempo que o web site estiver nessa posição, freguêses não lhe irão faltar, obviamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *